O que é nuvem privada? - LalunaCorp

Nos últimos anos, o conceito de nuvem tornou-se sinônimo de infraestrutura tecnológica moderna. Com seu uso flexível de recursos, escalabilidade e compatibilidade entre plataformas, a nuvem revolucionou o papel da tecnologia em nossas vidas. Ao integrar redes soltas de ferramentas e dispositivos úteis em redes únicas e unificadas, a nuvem está interconectando nossas vidas digitais.

Na sua essência, o conceito é simples: por que armazenar informações e serviços em servidores locais quando eles podem ser armazenados remotamente e acessados ​​de qualquer lugar via Internet?

A nuvem faz mais do que liberar recursos de computação em máquinas locais e reduzir os requisitos de hardware. A maneira como ele conecta nossos dados é projetada para promover a facilidade de uso e experiências de usuário aprimoradas também. Com os serviços em nuvem cada vez mais comuns, é difícil imaginar um mundo moderno sem a nuvem.

Mas toda solução tem suas desvantagens. No centro do argumento contra a mudança para hospedagem baseada em nuvem está uma questão de segurança.

Afinal, alguma coisa armazenada on-line é realmente segura?

Certamente, uma empresa que move sua infraestrutura de dados para fora do local pode reduzir despesas e ajudar a mitigar certos riscos. Porém, quando você coloca seus dados nas mãos de outra pessoa, renuncia a um certo grau de controle sobre esses dados. Para organizações de setores altamente regulamentados, aquelas que lidam com grandes volumes de dados de clientes particulares ou grupos cujas necessidades de computação são mais específicas do que as disponíveis em soluções de nuvem pré-criadas, que opções eles têm?

Se sua organização procurou uma alternativa à hospedagem de servidores dedicada interna, mas hesitou em adotar a nuvem por qualquer um dos motivos mencionados acima, talvez eu tenha a solução perfeita para as necessidades da sua empresa.

Diga olá para a nuvem privada.

Mas o que é uma nuvem privada?

Como outras formas de soluções baseadas na nuvem, as nuvens privadas são redes de servidores e dispositivos de usuário conectados via Internet. Também conhecidas como nuvens internas ou corporativas, as nuvens privadas utilizam flexibilidade e alocação de recursos escalável para oferecer gerenciamento de recursos superior. Porém, diferentemente dos serviços em nuvem tradicionais, as nuvens privadas utilizam a rede interna de uma única organização.

Em outras palavras, em vez de um sistema de servidores interconectados que hospedam recursos para vários usuários independentes, as nuvens privadas são operadas por organizações únicas para o uso exclusivo de seus próprios membros.

Utilizando a tecnologia de virtualização, as nuvens privadas são construídas a partir de infraestrutura nova ou existente para construir um ambiente virtual multiusuário. Os recursos são compartilhados entre vários servidores, permitindo que sejam usados ​​com mais eficiência e minimizando o espaço desperdiçado. Como uma única organização mantém o controle sobre a rede, as decisões sobre as opções de software e hardware permanecem nas mãos do proprietário. Isso permite um maior grau de otimização. Também melhora a segurança geral, limitando a interação externa, reduzindo a chance de acesso remoto por usuários não autorizados.

Mas como isso é realmente diferente dos serviços em nuvem tradicionais?

Private Cloud vs Public Cloud

Normalmente, quando alguém se refere à “nuvem”, está pensando em serviços alojados em servidores de nuvem pública. Software como Dropbox, Google Drive, Netflix e Office365 são exemplos populares disso. Essas ferramentas usam linhas públicas da Internet para transferir e armazenar dados para usuários em todo o mundo, permitindo que eles acessem conforme necessário a partir de qualquer lugar. Embora esses serviços sejam incrivelmente úteis (e alguns de meus favoritos pessoais), eles têm uma desvantagem. Em troca da comodidade desses serviços, os clientes estão trocando o controle sobre seus dados.

Por exemplo: digamos que você tenha alguns arquivos armazenados em uma conta do Dropbox. Gostamos da conveniência de serviços de armazenamento remoto, como o Dropbox, porque isso significa que nossos arquivos podem viajar facilmente conosco, estão acessíveis em vários formatos de dispositivo e não ocupam espaço em nossos computadores pessoais. Todas as vantagens.

Mas o que realmente acontece com seus dados?

Embora muitos provedores de serviços possuam seus próprios data centers cheios de milhares de servidores, isso não é verdade para todos eles. Algumas empresas ainda usam um serviço conhecido como colocation. A colocação permite que os clientes aluguem espaço nos datacenters de outras organizações de terceiros. Isso não é inerentemente negativo, mas apresenta riscos adicionais.

Afinal, cada camada entre você e seus dados representa a perda de um pouco mais de controle e a chance de erros imprevistos.

Para aqueles que usam principalmente serviços de nuvem em suas vidas pessoais, esses negativos podem parecer relativamente pequenos. Porém, para grandes empresas que dependem da infraestrutura de nuvem para manter seus negócios funcionando, mesmo pequenos problemas podem ter impactos catastróficos negativos.

É aqui que uma solução de nuvem privada realmente brilha.

As redes de nuvem privada oferecem aos usuários os mesmos benefícios em todo o sistema da nuvem pública. Em troca de um custo inicial mais alto e de um maior conhecimento necessário, eles reduzem os riscos externos permanecendo em um ambiente controlado. Para grandes organizações que executam uma variedade de software em vários departamentos e servidores, isso é especialmente ideal. A virtualização da nuvem privada permite que os recursos sejam realocados dinamicamente em todo o sistema. Isso significa que servidores dedicados cujos recursos extras podem desperdiçar podem ser usados ​​em toda a sua extensão.

Com redes de nuvem privada totalmente sob o controle de uma única organização, as especificações da rede podem ser moldadas para atender às necessidades exatas da empresa.

  • Precisa de software ou sistemas operacionais específicos para gerenciar sua rede?
  • Possui um protocolo de segurança estabelecido ou um firewall preferido que precisa ser mantido?

Com a nuvem privada, você e sua equipe de TI mantêm controle total sobre os elementos básicos da sua rede. Isso a torna uma solução ideal para organizações em setores altamente regulamentados. Os prestadores de serviços de saúde, por exemplo, que estão sujeitos aos regulamentos da HIPAA, podem não conseguir se beneficiar da infraestrutura de nuvem devido a preocupações com a privacidade dos dados. As redes de nuvem privada permitem que os usuários colham os benefícios da nuvem enquanto mitigam seus riscos.

Agora, a nuvem privada possui algumas desvantagens.

Embora uma rede interna de nuvem privada ofereça a mesma flexibilidade e escalabilidade de suas contrapartes de nuvem pública, uma rede privada deve ser executada e mantida por profissionais qualificados de TI. Afinal, uma das maiores vantagens de uma rede privada é que ela mantém as informações internas. Para gerenciar adequadamente o sistema, é óbvio que a infraestrutura de TI de uma organização precisaria permanecer interna também.

Além disso, se tudo permanecer internamente, os investimentos necessários para construir uma rede de nuvem privada são semelhantes à construção de seu próprio data center.

Para organizações que já contam com uma rede interna de servidores no local, as desvantagens da nuvem privada podem ser reduzidas. Provavelmente, eles já têm muitos dos requisitos de hardware e pessoal atendidos. Nesses casos, a transição para uma nuvem privada pode ser feita principalmente usando os recursos existentes. À medida que a nuvem privada é construída e implantada, hardware adicional pode ser adicionado conforme necessário.

Porém, para organizações menores que ainda aumentam seus departamentos de TI, a transição para uma nuvem privada pode exigir um investimento significativamente maior do que o uso de serviços de nuvem pública.

Em geral, embora a mudança para a nuvem privada possa reduzir as despesas comerciais, esse não deve ser o principal fator motivador para as organizações que consideram a opção. Porém, para empresas que buscam melhorar a agilidade e criar um sistema mais eficiente dinamicamente, a nuvem privada pode ser a solução perfeita.

Digamos que você seja uma organização de pequeno e médio porte que deseja mudar para uma infraestrutura de nuvem privada.

Você analisou os custos e benefícios e determinou que, embora a nuvem possa oferecer melhorias, por vários motivos, os serviços de nuvem pública não atendem a todas as suas necessidades. Infelizmente, embora a nuvem privada possa parecer atraente, os conhecimentos técnicos necessários para construir e gerenciar a nuvem privada da sua organização estão além das habilidades técnicas atuais da sua empresa.

O que você pode fazer?

Essa situação levou a um aumento nas empresas de infraestrutura como serviço (IaaS) que oferecem serviços de nuvem virtual privada.

As nuvens privadas virtuais funcionam exatamente como as redes de nuvens privadas discutidas até o momento. Ambos os tipos usam a tecnologia de virtualização para criar uma experiência semelhante à nuvem em vários servidores particulares.

Porém, com a nuvem privada virtual, um data center fornece espaço e hardware a uma organização por uma taxa mensal. Portanto, em vez de hospedar esses dispositivos internamente e executá-los por meio de uma rede interna, eles são acessados ​​remotamente. Dependendo do plano escolhido, os clientes podem até ter acesso a técnicos que trabalham no data center. Atuando como uma equipe de TI remota, esses técnicos podem realizar manutenção e manutenção de servidores na rede.

As nuvens privadas virtuais são de natureza semelhante à hospedagem do servidor virtual privado (VPS). A hospedagem VPS é um serviço no qual as empresas dividem grandes servidores em vários servidores menores com seus próprios recursos dedicados. Esses servidores virtuais são alugados para clientes externos. Porém, em uma verdadeira nuvem privada virtual, o espaço do servidor não é compartilhado entre vários usuários não afiliados. Para que uma nuvem virtual seja privada, o servidor ou servidores inteiros devem pertencer a uma única entidade.

Embora esse método possa resultar em uma pequena redução da segurança geral (afinal, o hardware interno de uma rede interna sempre será a opção mais segura), ele permite que as organizações mantenham o nível de controle oferecido por uma nuvem privada. Além disso, as nuvens privadas virtuais podem reduzir os custos internos de TI e ainda fornecer maior segurança do que as opções de nuvem pública.

De fato, é possível que uma nuvem privada virtual armazenada em um data center seguro forneça maior segurança do que a disponível internamente. Além das medidas de segurança digital de ponta e dos firewalls de ponta, a maioria dos data centers prioriza seus procedimentos de segurança física e de mitigação de desastres.

Afinal, você manteria seu dinheiro no banco se eles deixassem a porta do cofre aberta?

Quando todo o modelo de negócios de uma empresa se concentra em manter os dados dos clientes em segurança, a longevidade do serviço depende de sua capacidade de atender às preocupações de segurança de seus clientes de maneira eficaz e consistente.

Agora que você entende melhor os diferentes tipos de hospedagem na nuvem, é hora de considerar qual opção melhor se adapta às necessidades da sua organização. No final do dia, sua decisão se resumirá principalmente às prioridades organizacionais.

Sua empresa precisa de uma solução de hospedagem que maximize o uso e a escalabilidade flexíveis, minimizando os custos? A segurança top de linha não está no topo da sua lista de preocupações? Então, uma das muitas opções de hospedagem em nuvem pública disponíveis pode ser a solução ideal para suas necessidades de hospedagem.

Mas talvez você esteja procurando uma maneira de otimizar seu sistema existente ou criar um novo em torno do desejo de maximizar a segurança e o controle? A eficiência do sistema é de maior prioridade do que a redução dos custos gerais? Em seguida, uma nuvem privada virtual ou interna pode ser exatamente o que você está procurando.

Mas não pare por aí!

by Vinícius Nascimento

Vinícius Nascimento é Diretor de TI da Laluna, com experiência como cientista da computação em empresas do segmento da saúde, telecom e financeiro.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published. Required fields are marked *

LALUNACORPEscritório
Coloque sua TI de volta aos trilhos. E então você pode voltar aos negócios!
NOSSOS ESCRITÓRIOSOnde nos encontrar?
https://s3.amazonaws.com/ws-lcorp/wp-content/uploads/2019/04/img-footer-map.png
FALE CONOSCORedes sociais
Acompanhe-nos através das redes sociais! Fique por dentro das novidades do mundo tecnológico.
LALUNACORPEscritório
Coloque sua TI de volta aos trilhos. E então você pode voltar aos negócios!
NOSSOS ESCRITÓRIOSOnde nos encontrar?
https://s3.amazonaws.com/ws-lcorp/wp-content/uploads/2019/04/img-footer-map.png
FALE CONOSCORedes Sociais
Acompanhe-nos através das redes sociais! Fique por dentro das novidades do mundo tecnológico.

Copyright by LalunaCorp. Todos os direitos reservados.

Copyright by LalunaCorp. Todos os direitos reservados.